Uso do Vale-Cultura será fomentado nos pequenos negócios

6 fev

Uso do Vale-Cultura será fomentado nos pequenos negócios

Consumir cultura e, consequentemente, fomentar o mercado da economia criativa é um dos objetivos do acordo do Sebrae com a Cultura. A parceria foi assinada ano passado com o então Ministério da Cultura (MinC), hoje, incorporado ao Ministério da Cidadania. O Acordo prevê cinco frentes de trabalho: gestão do conhecimento, impactos econômicos, gestão empresarial, promoção de empreendimentos e do Vale-Cultura. “Temos um universo considerável de micro e pequenas empresas que atuam no segmento cultural. Estamos falando de pelo menos 234 mil empresas gerando empregos e disseminando o nosso patrimônio cultural. Agora, precisamos motivar o consumo desses negócios”, afirma o presidente do Sebrae, João Henrique Sousa.

O programa de Cultura do Trabalhador (Vale-Cultura) tem o objetivo de garantir acesso e incentivo aos programas culturais brasileiros. “Com o auxílio de R$ 50 reais, os funcionários das empresas que participam têm oportunidade de ir ao cinema, museus, espetáculos, teatros, shows e até mesmo comprar e alugar livros, CD, revistas e jornais”, explica o secretário de Fomento e Incentivo à Cultura, José Paulo Martins.

A ideia é motivar também a participação dos pequenos negócios no programa. Para isso, o Sebrae irá implementar uma ação de divulgação direcionada às MPE. “Nossa ideia é que, por um lado, as pequenas empresas passem a fazer parte do Vale beneficiando os seus funcionários, mas também, que as MPE deste ramo também aceitem o Vale, assim, todos saem ganhando”, destacou o presidente do Sebrae.

O Vale-Cultura pode ser utilizado em todos os estabelecimentos credenciados, além disso pode ser utilizado na compra de instrumentos musicais ou programas culturais com um valor mais elevado, já que o crédito é cumulativo.

Fonte: SEBRAE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *